Nucléor

Nucleor_Ibersan

Nucléor® é uma tecnologia destinada aos fabricantes de nutrição animal desenvolvida pelo departamento de P&D do Grupo CCPA e implementada em nossa unidade fabril.

Este processo exclusivo nos permite oferecer aos fabricantes de ração, premixeiros e criadores, novos tipos de produtos altamente concentrados, em apresentação sólida e com granulometria adaptada à fisiologia e à alimentação de cada espécie animal. Além disso, esta nova metodologia nos permite combinar matérias primas de diferentes apresentações (líquido, sólido, pó, gorduras) em um único produto, através de complexa tecnologia.

Graças a esta tecnologia, somos a primeira empresa no mundo a proporcionar a oportunidade para nutricionistas de desenvolverem novos produtos “tudo em um só”, adaptados às necessidades dos produtores e à determinadas fases de produção.

Sob a forma de pellets em tamanhos adequados a cada espécie, os produtos obtidos através desta técnica são viáveis para o produtor, fabricante de ração ou premixeiro, pois são facilmente distribuídos para os animais ou colocados na linha de produção, sem poeira, resíduos, e tudo num só produto, sem a necessidade de múltiplas distribuições/inclusões. Além disso, o método de produção é à frio e em ambiente seco, com pressão moderada, preservando a eficácia das matérias primais mais sensíveis (vitaminas, extratos vegetais,probióticos). Além disso, o formato dos pellets garantem pouca absorção de umidade, garantindo assim uma boa estabilidade das matérias primas mais sensíveis, inclusive em rações úmidas.

Esta grande inovação no segmento de alimentação animal também foi acompanhada por uma série de estudos sobre a granulometria, o comportamento e a digestão dos animais, permitindo que tivéssemos o pleno conhecimento da granulometria adequada de nossos produtos para cada uma das espécies, possibilitando melhor estimulação do aparelho digestivo do animal. Desta forma, os pellets com tamanhos específicos, adaptados para cada espécie animal, promovem maior conforto no aparelho digestivo, limitando o pH.

Finalmente, ressaltamos também que esta tecnologia foi implementada com menor consumo de energia quando comparada à granulação a quente, e sem o consumo de água, sendo um processo que respeita o meio ambiente.