Newsletter 06 – Diarreia em bovinos jovens

news6-1

A diarreia é uma doença que acomete quase todas as espécies animais em todas as partes do mundo. Em ruminantes, ela surge devido a muitos fatores e, principalmente, porque o trato gastrointestinal dos bezerros ao nascer não está fisiologicamente pronto (assim como nós tivemos muitas cólicas quando bebês! E choramos muito de dor…..) para enfrentar os desafios extra útero. Nesses casos, a sua ocorrência provoca resultados extremamente negativos para os produtores.

Minho e outros pesquisadores da EMBRAPA afirmam que a diarreia é considerada uma das doenças mais importantes em bezerros, sendo a principal causa de morbidade e mortalidade em animais jovens.

O departamento de agricultura do EUA registrou, em 2011, que 92% das causas de mortalidades de bezerros é devido a doenças e a fatores climáticos (estresse térmico). Do total, essas perdas representam 7,6% e 8,4%, respectivamente, do total do rebanho durante aleitamento e que 52% é atribuído à diarreia.

A diarréia em ruminantes jovens gera perdas para o produtor.

A diarreia em ruminantes jovens gera perdas para o produtor.

Na Polônia, a diarreia é a principal causa de mortalidade dos bezerros (64,9%).

No Brasil, esse índice é de mais ou menos 8% e dado o tamanho do nosso rebanho, essa doença tem grande importância econômica!

 Você sabe que as perdas estimadas com diarreia pelo Cepea-USP (2013) podem ter gerados um prejuízo de R$ 54 bilhões aos pecuaristas?

Isso significa que os produtores brasileiros perderam o equivalente a mais ou menos 38.000 cabeças naquele ano.   E mesmo aqueles que sobrevivem à diarreia, têm sua vida produtiva totalmente prejudicada pois as infecções iniciais podem causar lesões irreversíveis nos epitélios intestinais e comprometer a absorção de nutrientes ao longo do seu ciclo produtivo. Por exemplo, 70% do peso do bezerro é formado por líquidos e tendo diarreia ele chega a perder mais de 12% do peso corporal, ter um choque hemorrágico e pode vir a morrer entre 12–24 hr.

A fase da transição alimentar é considerada também crítica para bezerros, principalmente para o recém-nascido e na desmama!

Nessa fase é importante que o produtor introduza, gradualmente, suplementos e complementos alimentares. No entanto, a prática nas fazendas tem mostrado que a ingestão de rações comerciais de formulação clássica fica aquém do desejado e o bezerro pode entrar em estado de desnutrição.

Com o objetivo de melhorar a performance do animal, reduzir os prejuízos, suavizar os efeitos da transição alimentar e melhorar a saúde futura dos animais adultos do seu rebanho, a IBERSAN acaba de lançar no mercado o inovador aditivo para dieta de bezerros: o Delta ARGIVO®.

Testes de campo registraram um aumento do consumo em até 100% de alimentos concentrados com o uso do Delta ARGIVO® nas primeiras semanas de vida do animal. Além disso, o fornecimento do Delta ARGIVO® faz com que a incidência de diarreia nos primeiros meses de vida caia em até 3 vezes o número de casos clínicos.

Para garantir animais produtivos e lucrativos no futuro, ofereça Delta ARGIVO® aos animais jovens! Com Delta ARGIVO® você vê o retorno do seu investimento!

news6-3-1